As 7 resoluções (mais comuns) do ano novo!
De facto é muitas vezes mais motivador iniciar um novo ciclo no novo ano - "Novo Ano, Nova Vida" - como ouço a minha mãe por vezes dizer!

Nesta época do ano, recordo sempre esta parábola:

"Uma leiteira levava na sua cabeça um balde de leite fresco pensando “…Este leite dará para fazer natas, que baterei até converter na melhor manteiga e que vou vender a um bom preço no mercado. Com o dinheiro vou comprar pintainhos. Quando crescerem venderei a um bom preço e, com o dinheiro vou comprar um vestido. Vou vesti-lo num dia de baile e o filho do moleiro vai querer dançar comigo. Mas eu não vou dizer que sim vou esperar que me pergunte várias vezes… e nem vou responder da primeira vez, vou abanar a cabeça a dizer que não….". A leiteira imaginando se no baile, começou a sacudir a cabeça para dizer não, e ao rir-se da situação distraiu-se e deixou cair o balde derramando o leite todo!"

Aproximando-se o final imaginamos o que queremos fazer no próximo ano. Segundo um estudo da Forbes as 7 resoluções mais comuns são: 1. fazer mais exercício, 2. economizar (mais) dinheiro, 3. comer de forma saudável, 4. ter um novo hobby, 5. conseguir um (novo) emprego, 6. ler mais, 7. fazer novos amigos... e decidimos que esperar pelas 12 badaladas do 31 Dezembro é o mais sensato!

Até aqui, creio eu, está tudo bem. De facto é muitas vezes mais motivador iniciar um novo ciclo no novo ano - "Novo Ano, Nova Vida" - como ouço a minha mãe por vezes dizer!

A minha reflexão vem do que se segue. A motivação para manter as decisões tomadas por vezes não dura mais do que dias ou meses. E com frequência ouço (e eu mesmo o faço!) - quando estiver bom tempo volto ao ginásio (agora está muito frio), quando tiver mais tempo vou começar a ler, quando ganhar mais, vou economizar... quando... quando... quando... quando (for o momento certo) eu vou...

Algumas decisões logicamente poderão estar dependentes de uma dada situação ou contexto. Ai sim temos razões para adiar (é aliás a decisão mais sensata). Outras vezes... são apenas desculpas que usamos como motivos para adiar.

E tal como a Leiteira que feliz ia sonhando, condicionando o futuro por acontecimentos futuros se distraiu e esqueceu que é no presente, com todas as condicionantes que possam existir, que construímos o futuro!


Hard e Soft Skills - porque são tão valorizadas!
Quando se despede alguém muito raramente tem a ver apenas com falta de hard skills. Já a falta ou deficiência de soft skills são a primeira razão para despedimento!